Inflação da RMS fecha o ano em 3,93%

    O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, ficou em 1,26% na Região Metropolitana de Salvador (RMS), segundo o balanço do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta sexta-feira (10). O índice acelerou 0,23% em relação a novembro e foi o mais alto, para um mês de dezembro, desde 2013, quando havia ficado em 1,34%. Com o resultado do mês, o IPCA da RMS fechou o ano de 2019 em 3,93%, abaixo da média nacional que registrou 4,31%.

    Com a aceleração em relação a novembro, o IPCA de dezembro na RMS ficou acima da média nacional (que foi de 1,15%) e foi o 8º maior no ranking das 16 áreas investigadas.

    De acordo com o IGBE, no acumulado no ano, o IPCA da RMS foi o 5º menor dentre as 16 áreas investigadas. Os maiores índices de 2019 ficaram com a RM Belém (5,51%), RM Fortaleza (5,01%) e no município de Campo Grande (4,65%). No outro extremo, o IPCA do ano foi menor na RM Grande Vitória (3,29%), na RM Recife (3,71%) e em Brasília (3,76%).

    A Região Metropolitana de Belém (1,78%) e os municípios de Brasília (1,62%) e São Luís (1,47%) tiveram os maiores índices de inflação de dezembro, pelo IPCA. As menores taxas ficaram com o município de Rio Branco (0,60%) e nas regiões metropolitanas da Grande Vitória (0,85%) e São Paulo (0,93%).

    Comentários

    comentários