Sistema de reconhecimento facial registra 110 prisões em 2019

Foto: Camila Souza/GOVBA

Secretaria de Segurança Pública apresenta balanço de segurança de 2019 no Estado da Bahia. Foto: Camila Souza/GOVBA

O sistema de reconhecimento facial contabilizou 110 prisões em 2019, segundo os dados apresentados na manhã desta segunda-feira (13), pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP/BA), durante entrevista coletiva no Centro de Operações e Inteligência 2 de Julho (COI), em Salvador. Inaugurada no Carnaval de 2019, o sistema é capaz de identificar criminosos, com a localização de mandados de prisão.

“A Secretaria da Segurança Pública do Estado [SSP] saiu na frente, em âmbito nacional, ao colocar a tecnologia do reconhecimento facial como uma ferramenta importante na prisão de pessoas procuradas com mandado de prisão. Conseguimos finalizar o ano com 110 capturas, um número extramente satisfatório. Em 2020, o parque de câmeras deve ser ampliado, alcançando, inclusive, municípios no interior”, detalhou o secretário de Segurança Pública da Bahia (SSP/BA).

As recentes prisões registradas pelo sistema aconteceram no domingo (12) e na segunda-feira (13). Duas mulheres procuradas por envolvimentos com tráfico de drogas e furto foram presas em Salvador e Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador. Segundo a SSP/BA, as suspeitas foram encaminhadas para Central de Flagrantes.

Já na manhã desta segunda-feira (13), uma foragida por furto foi conduzida após ser flagrada pelas câmeras em um bairro da capital baiana. Na Central de Flagrantes foi confirmada a identificação e a ordem judicial cumprida.

Com estes dois casos, o Sistema de Reconhecimento Facial da SSP alcançou a marca de 118 foragidos presos.

 

 

 

Comentários

comentários