Governo estuda duplicação de ponte Salvador/Itaparica a Porto seguro, diz vice-governador

A construção neste ano dos 12,4 km da ponte que ligará Salvador, por túneis e viadutos, à Ilha de Itaparica, com a ligação à BA-001, depende, sobretudo, de acordo com o vice-governador do estado e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão (PP), da vacinação da população contra a Covid-19.

O projeto vai contar com a mão de obra de cerca de 7 mil funcionários das empresas chinesas China Communications Construction Company, CCCC South America Regional Company e China Railway 20 Bureau Group Corporation, responsáveis por executar a construção que custará R$ 7,7 bilhões. Ainda segundo ele, já está sendo discutido a possibilidade da duplicação da ponte Salvador/Itaparica até a cidade de Porto Seguro, na região sul do estado.

“Imagina um restaurante do lado de Salvador, e outro do lado de Itaparica, cada um recebendo em média 3 mil funcionários. Então, é uma aglomeração de gente muito grande, além do canteiro de obras com mil pessoas trabalhando. Nós precisamos ver a vacina. ‘Espero em Deus’ que a gente possa vacinar toda a equipe  da ponte para trabalhar em paz”.

“Já estamos pensando na pós-ponte. Levei duas grandes empresas mundiais na área do planejamento a Porto Seguro, grande parte desse trecho viajamos de carro pelas cidades, verificando e olhando de que maneira poderemos levar a duplicação da ponte Salvador/Itaparica até Porto Seguro. Também tivemos em Barreiras e Luís Eduardo Magalhães para pensar em uma duplicação, mas tem um problema: precisamos da autorização do governo Federal”, completou.

A declaração de Leal foi dada no programa BNews Agora que estreou nesta segunda-feira, na Piatã Fm (94,3), com apresentação do locutor Jhone Sampaio e do jornalista Victor Pinto. Em conversa com a redação, o vice-governador disse também que está “pronto para trabalhar para o governo” e que sua ida para o comando da Casa Civil depende da vontade do governador Rui Costa.Colegas de sigla dão a mudança como certa. “Quem nomeia e demite secretário é o governador, então quem tem que anunciar isso é ele, não eu. Estou pronto para trabalhar”, concluiu.

 

 

Foto: Reprodução

Fonte: BNews

Comentários

comentários