Imposto de Renda: “Vai votar reforma em ano eleitoral?”, questiona Otto Alencar

Presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Otto Alencar (PSD) também não acredita que a reforma do Imposto de Renda vá ser votada ainda neste mandato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em entrevista ao BNews nesta quarta-feira (20), o parlamentar questionou a discussão em ano eleitoral.

“Certamente essa reforma vai ficar pro próximo presidente eleito. Vai fazer reforma em ano eleitoral?”, questionou Alencar, descartando votar a proposta aprovada na Câmara dos Deputados neste ou no próximo ano.

O senador indicou outro parlamentar baiano para relatar a proposta, Angelo Coronel (PSD). De acordo com o site O Antagonista, o relator também não está disposto a apresentar o parecer sobre a proposta nem no próximo ano

Um dos pontos da reforma é o aumento da faixa de isenção do Imposto de Renda para contribuintes que ganhem até R$ 3 mil. Otto Alencar sugere que o governo Bolsonaro envie uma Medida Provisória (MP) especificamente sobre esse ponto, que seria aprovada pelos congressistas.

Um trecho polêmico do projeto é a tributação de lucros e dividendos. Angelo Coronel afirmou, durante reunião com o Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa) na segunda-feira (18), que vai retirar esse ponto do texto. “Tributação de lucros e dividendos? Isso aí está fora, jamais”.

Comentários

comentários