PM-BA concede homenagem a entidades envolvidas na campanha para vítimas das enchentes

O encontro aconteceu na manhã desta quinta-feira (20), no Quartel dos Aflitos, sede do comando da Polícia Militar da Bahia

O coronel Paulo Coutinho, comandante geral da PM-BA, o diretor do DPCDH (Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos), coronel Roberto Fiuza, e o diretor de Saúde da PM, coronel Samuel de Souza conduziram as homenagens com a entrega de placa de reconhecimento às entidades pela mobilização solidária em prol das vítimas das intensas chuvas que devastaram diversas regiões do estado no fim do ano passado.

Participaram da reunião, o presidente da Sociedade de Anestesiologia do Estado da Bahia (SAEB), Dr. Alexandre Pustilnik, o presidente e o vice-presidente da Associação Bahiana de Medicina (ABM), Dr. César Amorim e Dr. Nivaldo Filgueiras, respectivamente, além do presidente da Associação Comercial da Bahia (ACB) – instituição que também uniu esforços na arrecadação de donativos, Mário Dantas, e o presidente da Lide Futuro, Pedro Dornas.

O coronel Paulo Coutinho falou das ações que a PM vem desenvolvendo para buscar minimizar a miséria vivida por inúmeras famílias baianas e enfatizou a relevância da campanha dos médicos. “Criamos no ano passado o projeto Força Solidária mobilizando todos os municípios baianos numa ação de contribuição social porque a fome está assolando e isso impacta diretamente na segurança pública. Já arrecadamos 189 toneladas de alimentos e queremos chegar a 500. Essa ação de vocês além de ser muito bonita, demonstra desprendimento. Vocês estão dando um exemplo maravilhoso. Utilizem a corporação sempre que houver ações dessa natureza”, garantiu.

O coronel Fiuza reforçou a importância das iniciativas entre a sociedade civil e o estado. “Nós entendemos que essa parceria, essa união não deve acontecer exclusivamente nessas situações críticas, que são esporádicas, pois existem outras situações que perduram em nosso estado e que interferem inclusive no ambiente da corporação. Por isso, buscamos atuar como polícia de aproximação, comunitária para estar ao lado da sociedade. Nós agradecemos a todos os envolvidos nessa ação humanitária. Reforçamos que a nossa tropa está organizada na distribuição dos donativos que os senhores conseguiram arrecadar, porque as pessoas estão passando fome e quem tem fome não pode esperar. Estamos fazendo chegar a todos que necessitam”.

Anestesista Solidários pela Bahia – Mobilização entre os anestesiologistas tomou proporção nacional com a iniciativa da Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA) e a SAEB que ficou à frente na arrecadação de recursos para a aquisição dos donativos com o apoio da Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas da Bahia (COOPANEST-BA). O valor das contribuições possibilitou a compra de 8 toneladas de alimentos convertidos em 1.188 cestas básicas para as famílias em situação de risco. Um incremento à ação iniciada pela ABM logo após os primeiros impactos das enchentes.

A campanha continuará, de acordo Dr. Alexandre Pustilnik, na oportunidade representando as entidades da anestesiologia. “Houve uma sensibilização nacional com a participação de Anestesiologistas de todo o Brasil. O que me deixou muito feliz foi a rapidez dessa mobilização. As redes sociais foram fundamentais para a articulação de diversas ações e em menos de uma semana conseguimos recursos para converter em alimentos. E tivemos a felicidade da parceria com a ABM e a PM, instituições sérias envolvidas na arrecadação e entrega dos donativos. Esse aspecto trouxe mais solidez e credibilidade à campanha. Eu gostaria de reforçar que a campanha continuará e manteremos a transparência na apresentação dos valores. As sociedades precisam se unir, afinal de contas ninguém vive isolado. Então contem com as sociedades médicas, em particular a Sociedade de Anestesia para esses pleitos sociais. Isso nos diz respeito, nos representa”, finaliza.

Ascom SAEB:
Cinthya Brandão

Comentários

comentários