M. de Deus: Vereador Melk garante que novo presidente da Câmara saíra do G+

O vereador de Madre de Deus, Pastor Melk (PSC), reafirmou na tarde desta quinta-feira (16), em entrevista exclusiva a Rádio baiana FM (89,3) que o próximo presidente da Casa Legislativa sairá do Grupo G+. O grupo é formado pelos seguintes vereadores: Marden Lessa (PCdoB), Pastor Melk, Jailton Polícia (SDD), Anisvaldo Daltro (PT), Adenailton kikito (PPS) e Antônio Carlos Soró (SDD).

O grupo ganhou mais um membro, o vereador Adailton do Suape (PT), declarou que também quer fazer parte do G+, formado desde o ano passado dentro da Câmara. “Adailton tem a possibilidade de colocar o nome dele, mas essa discursão vai se afinar dentro do grupo”, ressaltou Melk.

O edil falou também da representatividade que o público evangélico tem dentro do município. “Hoje é um divisor de aguas. O público evangélico pode influenciar diretamente na decisão do voto de alguém. Isso é fruto de um trabalho dentro da cidade e estamos felizes com isso”, explicou.

geral

Melk disse que estar tranquilo em relação à Semana Evangélica que, provavelmente, acontecerá no próximo mês. Segundo o edil, já aconteceu à primeira reunião com a Secretaria de Cultura e agora as coisas começam a andar. “O prefeito já sinalizou que a administração está à disposição do evento e temos certeza que a Semana Evangélica irá acontecer”, acredita.

Sempre com um discurso eloquente e conciso, Pastor Melk falou da dificuldade de colocar as indicações em prática. “É uma grande dificuldade do vereador. Estou mais preocupado em acompanhar o processo legislativo sem a obrigação de fazer tantas indicações. Precisamos aguardar essas ações do poder executivo. Parabenizo o governo Jeferson  por olhar melhor a cidade , por fazer as coisas acontecerem, a exemplo da geração de 1.400 empregos que a cidade terá com a chegada do parque industrial”, encerrou.

Comentários

comentários