Braço-direito de Marina ganha cargo na CBF: “nosso perfil”

O que até então não passava de especulação foi confirmado nesta terça-feira: Walter Feldman, ex-deputado federal pelo PSDB e coordenador da campanha de Marina Silva (PSB) à presidência da República em 2014, terá um cargo na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A informação foi confirmada nesta terça-feira pelo coordenador de Seleções da entidade, Gilmar Rinaldi.

Durante participação na gravação do Troféu Mesa Redonda, premiação dada pela TV Gazeta aos melhores jogadores do Campeonato Brasileiro, Rinaldi deu boas-vindas a Feldman, mas não confirmou qual cargo ele ocupará na CBF. “O Walter é mais uma grande contratação da CBF. Ele tem o nosso perfil, aquele que o Dr. Marco Polo está procurando: de uma pessoa que tem a nossa extrema confiança e que pode atingir o que a gente quer, que é transparência e produtividade. Ele conseguirá fazer com que a gente tenha, interna e externamente, outra visão da CBF hoje”, limitou-se a afirmar Rinaldi.

De acordo com informações de jornal O Globo, Feldman abandonou o cargo de porta-voz da Rede Sustentabilidade, partido idealizado por Marina Silva, para assumir a secretaria geral da Federação Paulista de Futebol (FPF), presidida por Marco Polo Del Nero. Assim que o mandatário suceder José Maria Marin no comando da CBF, porém, Feldman “migrará” para a entidade que controla o futebol. Provavelmente para ocupar o mesmo cargo. O agora ex-político de 60 anos foi, de 2007 a 2012, o secretário de Esportes, Lazer e Recreação do município de São Paulo.

Gilmar Rinaldi também falou sobre a Seleção Brasileira nesta terça-feira. Sob o comando de Dunga, o selecionado nacional já disputou seis jogos e venceu todos, tendo sofrido apenas um gol, de pênalti, da Áustria. O coordenador de Seleções da CBF avaliou positivamente os primeiros “passos” da nova era Dunga, mas ressaltou que o trabalho só poderá ser, de fato, avaliado, daqui a quatro anos, quando a Copa do Mundo for disputada na Rússia, e o ciclo, teoricamente, terá se encerrado.

“As coisas estão indo bem. O Dunga estuda muito, é um cara que tem conhecimento de futebol. A tendência é só melhorar. Nós estamos conseguindo bons resultados, mas este trabalho é de longo prazo. Há muita coisa a ainda ser estudada, pensada. A gente só poderá, de fato, fazer uma avaliação de tudo isto em 2018, quando terminar o trabalho”, decretou Rinaldi.

Com informações do Terra

Comentários

comentários