Temer terá de trocar 13 ministros em 3 meses, diz jornal

    Com informações do M1 ( Foto: Reprodução)

    O presidente Michel Temer (MDB) trocará ao menos 13 ministros até o início de abril, quando termina o prazo para candidatos se afastarem de cargos públicos, segundo o Estadão. Ao todo, 10 ministros já disseram que pretendem se candidatar e três afirmam que vão decidir até o prazo final.

    Devem derrocar até abril: Ricardo Barros (PP), da Saúde; Osmar Terra (MDB), do Desenvolvimento Social; Sarney Filho (PV), do Meio Ambiente; Leonardo Picciani (MDB), do Esporte; Marx Beltrão (MDB), do Turismo; Maurício Quintella Lessa (PR), dos Transportes; Fernando Coelho Filho (sem partido), de Minas e Energia; Aloysio Nunes (PSDB), do Itamaraty; Mendonça Filho (DEM), da Educação; e Blairo Maggi (PP), da Agricultura.

    Nos últimos dois meses, Temer trocou titulares de quatro pastas. No Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB) cedeu lugar à deputada Cristiane Brasil (PTB). Nas Cidades, Bruno Araújo (PSDB) foi substituído por Alexandre Baldy (sem partido). Na Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy (PSDB) deu lugar a Carlos Marun (MDB).

    Comentários

    comentários