PF faz nova ação contra fraudes em plano de reconstrução de cidades atingidas por enchentes

Com informações do G1 ( Foto: Reprodução)

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (8), a Operação Torrentes II – Círculo de Fogo, que investiga a relação de bombeiros militares do Maranhão com supostas fraudes no plano de reconstrução de cidades pernambucanas atingidas por enchentes em 2010 e em 2017. Os agentes cumprem sete mandados de prisão e nove de busca e apreensão nos dois estados.

Em Prenambuco, são cumpridos quatro mandados de prisão e dois de busca e apreensão. No Maranhão, são três mandados de prisão preventiva e sete de busca e apreensão.

Ao todo, 80 policiais federais cumprem os mandados de prisão e busca e apreensão, todos expedidos pela 13ª Vara da Justiça Federal em Pernambuco.

De acordo com a PF, as irregularidades foram encontradas a partir de documentos apreendidos na primeira fase da Operação Torrentes, deflagrada em novembro do ano passado, epenas em Pernambuco.

A polícia informou que o valor era creditado pelo Corpo de Bombeiros do Maranhão na conta de uma empresa investigada na primeira etapa da operação. A partir disso, parte dos recursos era repassada para oficiais da corporação naquele estado.

Os presos em Pernambuco estão sendo levados para a sede da Polícia Federal, no Bairro do Recife, para fazer exame de corpo de delito e comparecerem à audiência de custódia.

Caso sejam condenados, eles podem responder por corrupção passiva e corrupção ativa, cujas penas passam de 12 anos de reclusão.

Comentários

comentários