Espetáculo da Paixão de Cristo será encenado na Praça Municipal

foto: Valter Pontes_SECOM

A história mais famosa do mundo – A Paixão de Cristo – será contada através de um espetáculo teatral desta sexta-feira (23) até domingo (25), na Praça Municipal, sempre a partir das 18h30 e com acesso gratuito. O anúncio foi feito no início da noite dessa quinta-feira (22) pelo prefeito ACM Neto e pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, em evento no Palácio Thomé de Souza.
“Eventos como esse trazem alegria e contentamento ao coração dos soteropolitanos. É ainda uma alternativa para os turistas que estão em Salvador. Além disso, nesse ano a Semana Santa coincidiu com as comemorações pelo aniversário de Salvador, quando a Prefeitura programou uma série de eventos em vários cantos da cidade, tanto na área cultural, através do Festival da Cidade, quanto nas entregas, ações e inaugurações que programamos até o início de abril”, afirmou ACM Neto.
A realização do espetáculo, que conta com o apoio da Prefeitura, é da Comunidade Católica Shalom, que há mais de 15 anos é responsável pela produção da Paixão de Cristo em Natal, no Rio Grande do Norte. “Não são profissionais do teatro. São pessoas que amam Jesus Cristo e que querem viver aqueles últimos dias de Jesus Cristo. Esse não é um evento para a igreja, e sim para toda a cidade. E faz um bem imenso para quem assiste”, declarou Dom Murilo Krieger.
A Paixão de Cristo é um espetáculo completo que envolve interpretação, dança e música. O roteiro, que vem sendo encenado desde 2005, foi adaptado para ser apresentado em Salvador. A trilha sonora utilizada foi produzida especialmente para o espetáculo e regravada com as vozes de artistas baianos para aproximar ainda mais a apresentação do público. Todo o roteiro foi construído usando como base o Evangelho de São João.
Um grande destaque da encenação é que todo o elenco é composto por atores baianos voluntários, dos personagens principais até os figurantes. Apenas o papel representado por Jesus será encenado por um ator de outro estado, o potiguar Wilian do Vale, que há 13 anos representa o filho de Deus no espetáculo. A equipe levou aproximadamente três meses de preparação e ensaios para produzir o espetáculo, que já passou por várias cidades do Nordeste, na capital baiana.
O espetáculo este ano terá o realismo intensificado através elementos que vão desde os figurinos até o drama de cada personagem. A maquiagem, o cenário e a iluminação são também importantes componentes que inserem o público nessa experiência milenar. Em alguns momentos, a sonoplastia dará lugar à música solada, acompanhadas ou não de coreografias e um corpo de baile. A encenação vai contar com mais de 100 artistas no palco e dezenas de profissionais envolvidos nos bastidores.

Comentários

comentários