Joaquim Barbosa diz que não será candidato ao Planalto

Com informações do Estadão

Ministro Joaquim Barbosa, relator da Ação Penal (AP) 470, em sessão que os ministros votam para concluir análise do item VII. Foto: Nelson Jr/SCO/STF (17/10/2012)

Por meio de sua conta pessoal no Twitter, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, afirmou que não será candidato à Presidência da República. “Está decidido. Após várias semanas de muita reflexão, finalmente cheguei a uma conclusão. Não pretendo ser candidato à Presidência da República. Decisão estritamente pessoal”, informou o ministro. Em abril, após uma série de idas e vindas em torno da decisão de entrar para a política, Barbosa anunciou sua filiação ao PSB. Primeiro negro a ocupar uma cadeira na mais alta corte da Justiça, ele foi relator do mensalão, que condenou 24 réus, entre eles o ex-ministro da Casa Civil de Lula, José Dirceu. No meio político há quem diga que ele foi o “primeiro Moro”, em referência ao juiz Sérgio Moro, que ganhou notoriedade durante a operação Lava-Jato.

Comentários

comentários