Cesta básica em Salvador tem aumento de 4,24% no mês de maio; tomate e banana lideram elevação de preços

Com informações do Correio da Bahia ( Foto: Reprodução)

A cesta básica em Salvador ficou 4,24% mais cara no mês de maio deste ano, em comparação com o mês de abril. De acordo com dados analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), a cesta básica passou a custar R$ 307,33 na capital baiana.

Segundo a SEI, dos doze produtos da cesta básica, oito registraram elevação de preços: tomate (20,34%), banana prata (17,97%), feijão rajado (2,24%), farinha de mandioca (1,28%), pão francês (0,98%), leite pasteurizado (0,85%), manteiga (0,47%) e café moído (0,32%).

Ainda segundo a pesquisa, quatro apresentaram redução nos preços: óleo de soja (-3,30%), açúcar cristal (-1,99%), carne bovina (-1,13%) e arroz (-0,31%).

De acordo com a SEI, em maio de 2018, o trio arroz, feijão e carne foram responsáveis por 32,12% do valor de uma cesta básica em Salvador. Já o quarteto café, leite, pão e manteiga representou 35,07%.

Os três produtos com maior participação no valor da cesta básica foram carne bovina (23,02%), pão francês (18,08%) e tomate (15,62%); e os itens com menor participação em valores monetários foram açúcar cristal (2,08%), café moído (2,03%), e óleo (1,15%).

Em maio de 2018, o tempo de trabalho gasto para se obter uma cesta básica em Salvador, por um trabalhador que recebe um salário mínimo por mês, foi de 77 horas e 2 minutos, ou seja, um comprometimento de 35,02% da sua renda.

Comentários

comentários