Candeias: Policiais militares são indiciados por morte de artista plástico

A Polícia Militar da Bahia( PM-BA) indiciou nesta quarta-feira (26), os três policiais militares por homicídio doloso (quando há intenção de matar) os três policiais militares envolvidos na operação que resultou na morte do artista plástico Arnaldo dos Santos Filho, o Nadinho, em Candeias, na região metropolitana de Salvador.

De acordo com informações da Corregedoria da Polícia Militar da Bahia, os militares já eram alvo de um inquérito instaurado em junho deste ano. O órgão alega ainda que a versão apresentada pelos PMs no momento do crime é de que o artista plástico estaria portando um objeto não identificado, semelhante a uma arma, que resultou no confronto dos agentes que efetuaram os disparos. A família alega que Nadinho nunca portou arma de fogo e o único objeto que apresentava no momento da ação foi um pincel.

O inquérito foi instaurado pela corporação no dia 21 de abril e concluído pela Corregedoria da PM no dia 20 de junho. Os agentes envolvidos na ação responderão a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e poderão ser expulsos da corporação. O inquérito envolvendo os três agentes militares, que eram lotados na 10ª Companhia Independente da Polícia Militar (10ª CIPM| Candeias) será encaminhado para a 8° Promotoria Criminal de Justiça Militar do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).

 

Comentários

comentários