Candeias: Policiais militares são indiciados por morte de artista plástico

A Polícia Militar da Bahia( PM-BA) indiciou nesta quarta-feira (26), os três policiais militares por homicídio doloso (quando há intenção de matar), envolvidos na operação que resultou na morte do artista plástico Arnaldo dos Santos Filho, o Nadinho, em Candeias, na região metropolitana de Salvador.

De acordo com informações da Corregedoria da Polícia Militar da Bahia, os militares já eram alvo de um inquérito instaurado em junho deste ano. O órgão alega ainda que a versão apresentada pelos PMs no momento do crime é de que o artista plástico estaria portando um objeto não identificado, semelhante a uma arma, que resultou no confronto dos agentes que efetuaram os disparos. A família alega que Nadinho nunca portou arma de fogo e o único objeto que apresentava no momento da ação foi um pincel.

O inquérito foi instaurado pela corporação no dia 21 de abril e concluído pela Corregedoria da PM no dia 20 de junho. Os agentes envolvidos na ação responderão a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e poderão ser expulsos da corporação. O inquérito envolvendo os três agentes militares, que eram lotados na 10ª Companhia Independente da Polícia Militar (10ª CIPM| Candeias) será encaminhado para a 8° Promotoria Criminal de Justiça Militar do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).

 

Comentários

comentários