Igreja católica é alvo de furto em Camaçari

Com informações do A Tarde

Mais um templo católico foi arrombado, invadido e furtado, na madrugada desta segunda-feira (30), na cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O alvo desta vez foi a Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe, localizada na rua Bahia, no bairro Novo Horizonte. Este foi o quinto templo católico furtado em menos de um mês na cidade.

“Quando entrei na igreja fiquei chocado. A gente, que cuida com tanto carinho das coisas de Deus, fica surpreso ver a falta de sensibilidade das pessoas que invadem um espaço sagrado sem ressentimento nenhum”, afirmou Laurindo Jesus dos Santos, 52 anos, ministro da eucaristia e catequista da Comunidade de Nossa Senhora de Guadalupe.

Ao entrar no templo, por volta das 6h30, Laurindo encontrou as três urnas onde são depositadas as ofertas violadas, vazias e jogadas aos pés da imagem da santa padroeira na sacristia. Uma das urnas tinha o dinheiro doado pelos devotos para a realização da festa em homenagem à santa, realizada no dia 12 de dezembro.

“Nessa urna, a comunidade junta dinheiro o ano todo para a festa da padroeira. Nas outras duas, tinham as doações feitas durante todo o mês de julho”, afirmou Rosinete de Oliveira da Silva, 49 anos, coordenadora da Comunidade de Nossa Senhora de Guadalupe.

Acesso

Quem furtou a igreja escalou uma altura de cerca de cinco metros e entrou no templo por uma janela localizada na área onde, atualmente, é construída a secretaria. Após passar pela janela, foi necessário subir um andaime para chegar ao forro do altar. Um buraco no forro com uma corda que descia pelo centro foram encontrados no início da manhã desta segunda na igreja.

“As três urnas tinham ficado no altar porque teve missa nesta segunda. Eles que levaram as urnas para a sacristia”, contou a coordenadora. Segundo ela, essa foi a terceira vez que essa igreja foi furtada em seis anos.

A porta de acesso à sacristia pela área do altar foi arrombada e o sistema de alarme danificado. Uma segunda sala, onde são guardados objetos usados durante as missas, teve a porta arrombada e os armários revirados.

Como se não bastasse, foram encontradas urino e fezes na área em construção. O padre Valmir Miranda, pároco do templo, não atendeu as ligações da reportagem na tarde desta segunda.

Na última quinta (26), o alvo dos bandidos foi a Paróquia Santa Luzia, na rotatória da rua 6, no bairro de Gleba C.

“Entraram pela janela e levaram dois teclados, uma guitarra e um ventilador”, afirmou Rosemeire dos Santos Silva, 36 anos, secretária da igreja.

A assessoria da Polícia Civil informou que a delegada Taís Siqueira, titular da 18ª Delegacia Territorial (Camaçari), estava em diligência em outra cidade e, por isso, não tinha como fornecer detalhes sobre os crimes nos templos católicos. Mas ressaltou que todos os crimes se trataram de furto.

Comentários

comentários