Servidores municipais decidem manter greve

    Com informações do G1/ba- Foto: Reprodução - Sindseps

    Foto: Reprodução- Sindseps

    Os servidores municipais de Salvador votaram pela manutenção da greve em assembleia realizada na manhã desta quarta-feira (8), no Ginásio dos Bancários, na Ladeira dos Aflitos. A categoria pede reajuste salarial de 6,8%, além de outras reivindicações. A greve começou há dois dias.

    Representantes da Prefeitura de Salvador se reuniram com o Sindicato dos Servidores (Sindseps) na terça-feira (7), para uma rodada de negociação, mas a proposta oferecida, de 2,5% no reajuste salarial, 2,5% na gratificação por competência e um abono de 20 a 30%, a depender da faixa salarial, para os aposentados.

    A proposta foi oficializada nesta quarta-feira em um documento e foi apresentada pelos líderes sindicais para trabalhadores da Transalvador, Codesal, Limpurb, guardas municipais e salva-vidas, mas não foi aceita pela categoria.

    Segundo a Sindseps, os servidores municipais vão continuar em greve até que a prefeitura apresente uma nova proposta. A categoria entrou em estado de greve no dia 31 de julho e parou as atividades no dia 6 de agosto.

    Comentários

    comentários