Meirelles descarta compor governo de adversários: ‘Só vou se o povo me chamar’

Com informações do Metro1 ( Foto: Reprodução)

O presidenciável Henrique Meirelles (MDB) conversou com jornalistas na manhã de hoje (7) e avaliou o rumo das eleições no país. Questionado se aceitaria compor o governo de um eventual adversário, o ex-ministro descartou a hipótese.

“Existe até em meu plano de governo que, dessa vez, eu vou se o povo brasileiro me chamar nas urnas. Então, vamos aguardar. A sabedoria política brasileira histórica diz que eleição e mineração, só depois da apuração”, brincou.

Na opinião do ex-ministro, a economia do país depende muito do resultado das urnas. “A questão fundamental da economia é que o governo tem muitas obrigações que tem dificuldade de cumprir sem tomar dívida. Então, as despesas são muito elevadas. O que acontece? O Brasil precisa muito da confiança, investimento, criação de empregos. Esse problema da dívida abala um pouco. Por isso é importante a confiança no presidente’, opinou.

Comentários

comentários