“Prefiro manter em reserva a agenda de ontem”, sobre possível conversa com Bolsonaro

O presidente do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, desconversou sobre a possível ida do partido para a base do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Na tarde de ontem (29), o prefeito cumpriu agenda política no Rio de Janeiro. “Ontem, de fato, cumpri uma agenda no Rio. Prefiro manter em reserva a agenda de ontem. Tem coisas que precisamos ter cuidado”, afirmou o prefeito durante a entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (30).

Neto foi cauteloso ao falar da indicação do partido para assumir uma vaga no primeiro escalaõ de Bolsonaro. “O Democratas não vai, a partir por iniciativa nossa indicar quem quer que seja. O que não impede do governo ter absoluta liberdade para fazer suas escolhas para selecionar seus quadros, inclusive dentro do DEM. Pode ser que o governo queira buscar quadros no DEM, não tem nenhuma dificuldade. O partido está pronto para o suporte para isso. Agora, nós não vamos tomar iniciativa de quem quer que seja. é natural que as conversas continuem, avancem. Sempre vou agir com muita discrição”, ressaltou.

Sobre a indicação de Ônix Lorenzoni, deputado federal eleito (DEM/RJ), para o Ministério da Casa Civil, Neto declarou apoio ao ex-colega de parlamento. “Ele é uma pessoa que tem um papel importante para o país hoje, não só para o DEM. O nosso desejo é que ele possa dar certo como Ministro da Casa Civil”, finalizou.

 

 

Comentários

comentários