Taxa de desemprego cresce 1,3% na RMS; nº de pessoas sem emprego chega a 544 mil

Com informações do BN

A taxa de desemprego total na Região Metropolitana de Salvador (RMS) aumentou 1,3% entre agosto e setembro deste ano, segundo dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego na Região Metropolitana de Salvador, realizado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). O número passou de 25,4% para 26,7% e se refere à População Economicamente Ativa (PEA).

Os dados apontaram que o total de desempregados foi estimado em 544 mil pessoas, 27 mil a mais em relação ao mês anterior. Este resultado decorreu do decréscimo no nível de ocupação (-1,6%, ou menos 24 mil postos de trabalho), uma vez que praticamente não variou a PEA (0,1%, ou entrada de 3 mil pessoas da força de trabalho da região). No mês de setembro, o nível de ocupação reduziu 1,6%, aproximadamente 1.495 mil pessoas. O contingente de assalariados também sofreu um decréscimo, apresentando 0,9%, ou menos de 9 mil.

Foi verificado um crescimento do contingente de ocupados apenas na Indústria de transformação (6,0%, ou geração de 6 mil postos de trabalho) e retração na Construção (-5,6%, ou eliminação de 6 mil postos de trabalho), no Comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas (-3,5%, ou -11 mil) e nos Serviços (-1,5%, ou -14 mil).

Entre julho e agosto de 2018, o rendimento médio real dos ocupados praticamente não variou (0,2%) e o dos assalariados ficou estável. Em valores monetários, equivaleram a R$ 1.478 e R$ 1.550, respectivamente.

Comentários

comentários