‘Bronzeamento artificial há tempos é proibido’, lembra dermatologista

Baiana FM – Nailan Brasil / Foto: Divulgação - Doctorália

A dermatologista Maísa Pamponet falou sobre os cuidados e embelezamento da pele no verão, em entrevista ao programa Baiana no Ar, da noite de quarta-feira (14). Segundo a médica, o bronzeamento artificial é proibido desde 2009, mas as clínicas de estética e dermatologia oferecem alternativas.

“Temos agora, o bronzeamento por meio de pigmentos. Ele é seguro, podemos colocar fita para fazer a marca do biquíni, fica bonito e não oferece riscos à saúde”, contou, lembrando também dos perigos do bronzeamento na laje.

De acordo com Pamponet, os raios solares que são refletidos das 10 às 16 horas são os mais agressivos e os malefícios que causam à pele são muitos. ” Tem os males imediatos como queimaduras, alergias e o surgimento de manchas, e os cumulativos, que podem aparecer depois, como o envelhecimento precoce e o câncer de pele “, esclareceu.

Ela reforçou que o maior órgão do corpo humano precisa de atenção redobrada durante o calor. Para isso, é importante beber bastante líquido, usar protetor solar, boné, sombreiro e roupas apropriadas para o clima.

As pessoas ainda precisam ter cuidado no contato com perfumes, algumas frutas como o limão, seivas e folhas, que podem causar manchas na pele em contato com o sol. “Para evitar a fitofotodermatose. Mas maquiagem, é até recomendável que as mulheres usem. A base protetora, com cor, por exemplo, auxilia na proteção da pele”, disse.

Comentários

comentários