Ligações clandestinas de água são encontradas em Mussurunga

Foto: Divulgação- Embasa

Um prédio residencial e um comercial localizados em Mussurunga foram flagrados com ligação clandestina de água, nesta quarta-feira (5). Os dois imóveis, que pertencem ao mesmo dono, estavam com a ligação cortada e um débito de mais de R$ 30 mil. A fraude foi descoberta por técnicos da Embasa durante a operação de combate a gato de água. O proprietário foi levado à 12ª Delegacia de Polícia, em Itapuã. O delegado estabeleceu uma fiança de R$15 mil

Mais “gatos” descobertos

Segundo a Embasa, durante a fiscalização, outro ramal clandestino que desviava água foi encontrada e abastecia dez casas, uma barraca de chapa e um lava a jato, situados em uma travessa próxima. Os responsáveis por esses imóveis também serão convocados para prestar esclarecimentos.

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede da empresa com o intuito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. De acordo com o Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, a prática de furto de água é qualificada como crime contra o patrimônio, sujeita a pena de reclusão além de multa.

Comentários

comentários