Candeias: Eleição da Mesa Diretora movimenta bastidores da política municipal

    A eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Candeias, na região metropolitana de Salvador, promete movimentar os bastidores da política municipal na reta final do Legislativo de 2018. Isto porque, a disputa para a presidência no biênio 2019- 2020 já dá sinais de que será acirrada.

    A votação, que está marcada para o dia 13 de dezembro, conta até o momento com quatro pré-candidatos. O atual presidente, o vereador da oposição, Fernando Calmon (PSD), não poderá disputar a reeleição, segundo o regimento interno atual. Dos pré-candidatos, três são da situação: Diego Maia (PR), Gil Soares (PTB) e Sílvio Correia (PV). Da oposição,  vereador Arnaldo Araújo (PSDB) lançou o seu nome.

    Informações que circulam nos bastidores, nesta quinta (6), dão conta de que os vereadores Diego Maia e Gil Soares podem abrir mão da candidatura, caso a base do prefeito Dr. Pitágoras Ibiapina (PP) confirme o apoio à Sílvio Correia. No entanto, a informação não foi confirmada pelo vereador Diego Maia, que desconversou sobre a situação e defendeu a unidade dos 17 vereadores, em entrevista à Baiana FM. “Nos bastidores sempre circula qualquer tipo de possibilidade. Estamos conversando, converso com todos os candidatos (sic). A eleição é da casa, a gente sabe do posicionamento de cada um. Tomarei minha decisão essa semana de manter minha candidatura ou de apoiar outro pré-candidato”, disse o vereador Diego Maia.

    Já o vereador Gil Soares afirmou que é candidato. “Sou candidato a presidente. Tem o Diego Maia, Sílvio e Arnaldo. Todos estão aptos. Vai ser uma eleição onde os vereadores vão discutir internamente e vamos escolher o que for melhor para a Casa”, ressaltou o edil à Baiana.

    O vereador da oposição Arnaldo Araújo não descartou a candidatura, no entanto, acredita que o apoio dos colegas vai definir a situação. “Se o colegiado entender que eu devo ser o candidato que me apoia, eu lançarei a candidatura. Só lanço a candidatura com apoio do colegiado. É assim que tenho que fazer. Não posso lançar por lançar. Tem que ter um consenso. Se o consenso disser: seu nome deve vai ser apreciado, eu disponibilizarei meu nome sem nenhum problema”, ressaltou o vereador.

    Sem gravar entrevista, o vereador Sílvio Correia conversou com o repórter Sérgio Maurício, que afirmou estar confiante com a candidatura e que vem mantendo um bom diálogo com os colegas.

    Comentários

    comentários