Oferta de voos extras no verão fortalece turismo na Bahia

Salvador registra este ano a chegada de 1.774 voos extras durante a temporada de verão, o que representa crescimento de 12% sobre a oferta registrada no ano anterior, de acordo com os dados da Vinci Airports, concessionária que administra o terminal aeroportuário. A ampliação das frequências pelas companhias aéreas visa a atender à grande demanda de turistas brasileiros e estrangeiros.

Na capital baiana, os visitantes demonstram especial interesse pelo Centro Histórico, praias e paisagens da orla. Eles estão em busca também de atividades culturais de música e dança, por exemplo, e aproveitam para saborear a exclusiva gastronomia baiana. O resultado dessa intensa movimentação é relevante para a indústria do turismo. São 53 segmentos produtivos (atividade direta, indireta e induzida) que ganham com o verão, como os bares, restaurantes, serviços de transporte, eventos e comunicação, dentre outros.

Na rede hoteleira, a expectativa é de ocupação média ao longo de janeiro em torno de 90% a 93%, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-BA). “O dinamismo desse setor contribui para a chegada de novas unidades hoteleiras”, afirma o secretário do Turismo da Bahia, José Alves.

Entre as novidades, o aporte de R$ 85 milhões feito pela Prima Empreendimentos, no Hotel Fasano Salvador. Primeira unidade da rede Fasano no Nordeste, o hotel é de alto padrão e foi inaugurado no dia 08 de dezembro, contribuindo para revitalizar e valorizar o Centro Histórico.

O Fasano Salvador gera 320 novas vagas e bons resultados em sua fase inicial. O hotel registra alta ocupação durante toda a temporada, operando em quase 100% (nos andares que estão prontos; alguns quartos ainda passam por minucioso trabalho de restauro). Localizado na Praça Castro Alves, o Fasano funciona no edifício que abrigou a primeira sede do jornal A Tarde, hoje tombado como Patrimônio Histórico da cidade.

Recém-inaugurado, o Riviera Premium Hotel é um dos mais novos hotéis da cidade. Situado na Praia de Amaralina, o empreendimento é responsável pela geração de 22 empregos diretos, informa a gerente Cláudia Mota. “Estamos começando bem. A média da ocupação prevista para janeiro é de 78%”, disse. “Significa dizer que a nossa oferta de praticidade – aliada aos conceitos de qualidade e conforto – foi muito bem recebida por baianos e turistas”.

Comentários

comentários