Paralisação contra bloqueio de verbas na educação suspende aulas em Salvador e RMS

Com informações do G1

Escolas públicas e particulares de Salvador e Região Metropolitana suspenderam as aulas nesta quarta-feira (15) em protesto contra o bloqueio de verbas da educação e a reforma da previdência. Em Candeias, os professores realizam uma passeata até a Câmara de Vereadores.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), as medidas que estão sendo tomadas pelo Governo Federal, como o bloqueio de verbas para as universidades e instituições federais nos estados, atacam a educação no Brasil.

Em março, foi publicado um decreto de programação orçamentária que estabelecia o contingenciamento de R$ 5,8 bilhões previstos para a educação. Em abril, o Ministério da Educação divulgou que todas as universidades e institutos federais teriam bloqueio de recursos. Em maio, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) informou sobre a suspensão da concessão de bolsas de mestrado e doutorado.

No final de abril, a UFBA informou que teve R$ 37,3 milhões bloqueados pelo MEC. No início de maio, conforme a universidade, o bloqueio de recursos da instituição pelo Ministério da Educação foi ampliado de R$ 37 milhões para mais de R$ 55 milhões.

O Governo Federal também bloqueou 82 bolsas de pesquisa de mestrado, doutorado e pós-doutorado oferecidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para alunos da Ufba.

Comentários

comentários