Lima supera desafios e realiza 18ª edição dos Jogos Pan-Americanos

Com informações da Agência Brasil/Foto: Divulgação

Os Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 começam nesta sexta-feira (26), na 18ª edição do evento, idealizado em 1932 e realizado pela primeira vez em 1951, em Buenos Aires, na Argentina.

Desde então, vem crescendo. Se da primeira edição participaram 2.513 atletas de 21 países, agora, em Lima, entre os dias 26 de julho e 11 de agosto, 6.680 atletas disputarão a competição que reúne também 2.672 oficiais de 42 países .

Para receber a competição, o governo peruano gastou 1,1 bilhão de dólares em obras de infraestrutura em Lima e 1,2 bilhão de dólares na construção da Vila dos Atletas e nas 19 instalações que vão receber as diferentes competições.

No total, serão 417 provas de 38 esportes. O mascote oficial Milco, uma estátua que homenageia as culturas de antigas civilizações, vai marcar presença na entrega de 965 medalhas de ouro, 965 de prata e 1.098 de bronze. Essas medalhas serão distribuídas pela Sociedade Nacional de Minério do Peru e têm 80 milímetros de diâmetro e pesam 300 gramas. Todas são feitas de cobre e as de ouro e prata serão banhadas.

Mudanças

A 18ª edição dos Jogos Pan-Americanos terá mudanças no programa esportivo, com relação aos Jogos de 2015. Entraram o surfe, a pelota basca, o fisiculturismo, o skate e a paleta frontón, um esporte peruano que se assemelha ao squash. Houve, também, modificações em vários esportes, com a inclusão de provas, que não integram o programa olímpico. Por outro lado, o beisebol feminino foi retirado. E, pela primeira vez, o nado sincronizado será chamado de natação artística.

Comentários

comentários