Desmatamento na Amazônia cresceu 15%, aponta pesquisa

    Com informações do BN/foto:divulgação

    Para chegar aos dados, o Imazon leva em conta o período de 12 meses, entre agosto e julho, da mesma forma que o Prodes, sistema oficial usado pelo governo federal para monitorar o desmatamento da Amazônia.

    Ao considerar o período entre janeiro e julho deste ano, o total da área desmatada, segundo o SAD, foi de 3.348 km². Isso representa uma variação de -0,41% na comparação com os mesmos meses de 2018.

    O período considerado pela entidade para análise é de agosto de um ano até o mês de julho do ano seguinte para permitir que sejam observadas as épocas de chuva e seca na região, que podem influenciar na ação de queimadas ou extração de árvores.

    Comentários

    comentários