“Atinge a classe política como um todo”, diz Luiza Maia sobre Geddel

Foto: Reprodução/ Bahia Comenta

0

Em entrevista ao programa Baiana Livre desta quarta-feira (6), a deputada estadual Luiza Maia (PT), comentou sobre a situação envolvendo o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) após a descoberta da Polícia Federal de um “bunker” atribuído ao político para guardar dinheiro em espécie em um apartamento em Salvador.

Para Luiza, o caso atinge toda a classe política brasileira e avalia que a denúncia compromete ainda mais a situação do parlamentar.

 “Eu acho muito complicado a pessoa juntar esse tanto de dinheiro em um apartamento. A história de Geddel também tem uma postura na Bahia que compromete muito ele, né? Foi muita arrogância, sendo que ele saiu do ministério da forma que saiu, sendo braço direito do presidente. Eu acho que isso atinge a classe política como um todo e é uma coisa que nos deixam escarnecidos sem saber quais os motivos que levaram a ele esconder esse dinheiro em um apartamento”, disse.

De acordo com a deputada, a situação política brasileira está fragilizada diante das investigações da Polícia Federal. Para ela, os impactos negativos afetam a democracia, causando um cenário de incertezas.

“Eu acho que essa campanha e a postura de alguns políticos que levaram o exercício da política a um desgaste desses, é uma coisa muito ruim para a democracia. As pessoas não estão mais acreditando em ninguém, o caos que está instalado, a esculhambação que cada um diz o que quer, fica um jogando para cima do outro”, disparou

Luiza voltou a defender a realização das eleições diretas para presidente como uma saída para a crise política e econômica.

 “Porque eles não deixam a gente convocar as eleições diretas? Porque o congresso tá lá, maior parte da bancada fechada com os golpistas e não deixa se fizer uma eleição direta, o que é o mínimo que poderia ser feito nesse momento para o povo ter a oportunidade de resolver a situação complicada que a gente vive”, declarou.

Comentários

comentários