Da Bahia, apenas quatro deputados votaram contra fundo eleitoral

Com informações do Bahia. BA ( Foto: Reprodução)

0

Da bancada da Bahia, apenas quatro deputados federais votaram contra a criação do fundo eleitoral, estimado em R$ 1,7 bilhão. A proposta foi aprovada, na noite desta quarta-feira (5), e segue para sanção do presidente Michel Temer (PMDB).

Segundo levantamento, apenas João Gualberto (PSDB), Uldurico Pinto (PV), Fernando Torres (PSD) e Erivelton Santana (PEN) foram contrários à criação da poupança.

Dos 39 parlamentares, cinco não participaram da votação. Entres eles, o líder do PR na Câmara, José Rocha. Além dele, Marcio Marinho e Pastor Luciano Braga, do PRB, Irmão Lázaro (PSC) e Mário Negromonte Júnior (PP). O fundão foi aprovado por margem apertada, 223 votos a 209.

VOTARAM SIM PARA A CRIAÇÃO DO FUNDO

Afonso Florence (PT)
Alice Portugal (PCdoB)
Antonio Brito (PSD)
Arthur Oliveira Maia (PPS)
Bacelar (Podemos)

Bebeto (PSB)
Benito Gama (PTB)
Cacá Leão (PP)
Caetano (PT)
Claudio Cajado (DEM)

Daniel Almeida (PCdoB)
Davidson Magalhães (PCdoB)
Elmar Nascimento (DEM)
Félix Mendonça Júnior (PDT)
João Carlos Bacelar (PR)

Jorge Solla (PT)
José Carlos Aleluia (DEM)
José Carlos Araújo (PR)
José Nunes (PSD)
Jutahy Junior (PSDB)

Lucio Vieira Lima (PMDB)
Marcos Medrado (Podemos)
Nelson Pellegrino (PT)
Paulo Azi (DEM)
Paulo Magalhães (PSD)

Roberto Britto (PP)
Ronaldo Carletto (PP)
Sérgio Brito (PSD)
Valmir Assunção (PT)
Waldenor Pereira (PT)

VOTARAM NÃO PARA A CRIAÇÃO DO FUNDO

Erivelton Santana (PEN)
Fernando Torres (PSD)
João Gualberto (PSDB)
Uldurico Junior (PV)

NÃO PARTICIPARAM DA VOTAÇÃO

Irmão Lázaro (PSC)
José Rocha (PR)
Márcio Marinho (PRB)
Mário Negromonte Júnior (PP)
Pastor Luciano Braga (PRB)

Comentários

comentários