Eleição para novo presidente do PSDB de Salvador é suspensa pela Justiça

Com informações do BN ( Foto: Reprodução)

0

A eleição para presidente do PSDB de Salvador foi suspensa pela juíza de direito Maria do Rosário Passos da Silva Calixto. A decisão foi expedida no último dia 30 de setembro depois que o atual presidente Edvaldo Luiz Costa Lins recorreu à Justiça questionando uma resolução do PSDB nacional. Lins havia sido eleito em maio deste ano, mas a executiva nacional decidiu que as convenções deveriam ser realizadas entre 6 e 15 deste mês outubro nos municípios com mais de 500 mil eleitores.

Lins também informou que pediu, em agosto, a ratificação da Convenção Municipal do PSDB de Salvador realizada em 07/04/2017 junto a executiva estadual, no entanto, frisa o presidente, a entidade “se negou em analisá-los alegando irregularidades no processo de constituição do Diretório Municipal e dos diretórios zonais”. “Todavia, em 04/09/2017, a executiva estadual designou, sem qualquer legitimidade, e em ofensa aos princípios do contraditório, ampla defesa, devido processo legal e segurança jurídica, a realização das novas convenções para o dia 01/10/2017”, apontou o autor da ação. O gesto foi interpretado pelo tucano como uma tentativa de dissolver a composição do diretório.

Em caso de descumprimento da determinação da Justiça, o diretório estadual poderá ser multado em até R$ 500 mil ao dia.

Comentários

comentários