Lula diz que vai pedir para ser candidato a presidente e provoca: “Eu estou no jogo”

Com informações do M1 ( Foto: Reprodução)

0

Durante coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (13), na sede do PT, em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que vai reivindicar ao PT a possibilidade de ser candidato à presidência da República. Na oportunidade, o petista disse ainda que a sentença do juiz Sérgio Moro, que o condena a mais de 9 anos de prisão, não vai lhe tirar do “jogo político”.

“Eu quero dizer uma coisa: se alguém pensa que com essa sentença me tira do jogo, pode saber que eu estou no jogo. Eu, a partir de agora, quero reivindicar, ao PT, de sair como postulante a candidato a presidente da República. Eu, na verdade, gostaria de está aqui discutindo a situação do Brasil, a situação politica, econômica deste pais, discutindo o golpe dentro do golpe”, ressaltou.

“Não perco a crença que nesse pais ainda existe Justiça, vamos recorrer, precisamos fazer um processo contra quem mentir, contra quem não falar a verdade. Eu sempre vou para falar a verdade. Eu queria desafiar que os meus inimigos, sobretudo os meios de comunicação, me apresentem uma única prova, um único papel assinado. O que eles apresentaram como prova é uma papel rasurado, depois a delação de um cidadão que eu tenho respeito e tive amizade, que é o Léo Pinheiro. Com base nisso, haver condenação, eu me sinto aliviado, porque é mentira”, ressaltou.

Durante o seu pronunciamento, na manhã desta quinta-feira (13), o ex-presidente Lula (PT) rebateu os argumentos utilizados pelo juiz federal Sergio Moro e afirmou que a sentença de nove anos e meio de prisão no caso do triplex tem teor político.

De acordo com o petista, o “estado de direito democrático está sendo jogado na lata de lixo”. “Meus acusadores sabem que eu não roubei, mas não podem admitir. Fizeram um massacre na mídia e viraram reféns disso. Fizeram matérias mal apuradas, mentirosas e se tornaram escravos disso. Estão destruindo a democracia”, disse.

“Quero agradecer o carinho do pessoal do Jornal Nacional. Se vocês lerem, eu escrevi um artigo dizendo que iriam me condenar, no dia 16 de outubro de 2016”, ironizou.

Ainda segundo Lula, a Polícia Federal está mentindo. “A PF mente e o MP aceita, prepara a acusação. A imprensa culpa e vai para o Moro. Eu acreditava que o Moro ia me acusar. Tinha muito mais garantias de que ele aceitaria a denúncia do que recusaria”, concluiu.

Comentários

comentários