Madre de Deus: Presidente da Câmara anuncia controle de ponto para servidores

0

Em entrevista ao programa Baiana Livre desta quarta-feira (3), o presidente da Câmara Municipal de Madre de Deus, Marden Lessa (PCdoB), anunciou mais medidas na sua administração à frente da Casa Legislativa.  Ele relatou que nos próximos dias, irá implantar o sistema de ponto eletrônico para os servidores da Casa e a criação da Escola Legislativa.  De acordo com o vereador, a implantação do controle de ponto pretende fazer com que os vereadores estejam mais presentes nas discussões e no plenário.

Os servidores que não comparecerem ao expediente no legislativo terão cortes no contracheque do mês seguinte. O sistema deverá ser instalado ainda neste mês, quando deixa de existir o contracheque de papel e passa a ser adotado o eletrônico.

“Já adquirimos o produto. Estamos agora passando por um período de cadastramento dos funcionários, mas nós estamos desenvolvendo várias ações para o funcionalismo público, porque nós entendemos que preparar o nosso servidor para atender melhor o nosso cliente que é o povo, é o caminho da nossa gestão”, disse.

Balanço

Durante a entrevista, o vereador também apresentou um balanço dos 100 primeiros dias de governo à frente do parlamento, falou sobre a gestão do prefeito Jéferson Andrade (DEM), e também comentou sobre o aumento do repasse do duodécimo à Câmara. De acordo com o parlamentar, os maiores desafios estão voltados ao contingenciasse despesas de custeio e capital.

“Os contratos existentes foram mantidos, porém alguns foram baixados, como por exemplo, o contrato do jurídico, buscando sempre a redução dos valores. Sobre a gestão do prefeito, eu sou suspeito falar. Avalio o governo Jéferson como um governo bom, onde estamos apresentando resultados a nível dos universitários, onde aumentamos a bolsa, como também a questão dos servidores públicos.  Sobre o duodécimo, é preciso sentar com o executivo para discutimos se há possibilidade de aumento desse repasse à câmara ou não. Entendemos que o município hoje sofre com a queda de arrecadação e perdas de receita. Hoje estamos trabalhando com o duodécimo do ano passado, que chega em torno dos R$680 mil”, afirmou.

Nova Mesa Diretora

O presidente também comentou sobre a nova composição da Mesa Diretora da Câmara. “Nosso regimento é bem complexo. Procuramos através do nosso corpo jurídico e entendemos que o nosso regimento interno dizia que quando não houver proporcionalidade, cabia à oposição. Então resolvemos seguir o que o regimento dizia, que era a bancada maior da casa, fundida pelos partidos  PSL e PPS. Hoje já não existe na casa as siglas partidárias e sim um bloco parlamentar que é representado por Val Peças (PSL), então ficou esse entendimento, onde o vereador Juscelino( PPS) foi eleito por aclamação”, finalizou.

Comentários

comentários