Operação Fraternos, que investiga prefeitos do sul baiano, prende 13 pessoas em Salvador

Com informações do BN

0

Um balanço parcial da Operação Fraternos, desencadeada nesta terça-feira (7), cumpriu 13 mandados de prisão temporária, 6 mandados de condução coercitiva e 20 de busca e apreensão, em Salvador. Conforme a assessoria da Polícia Federal (PF), na capital baiana, a tendência é que as ações em Salvador estejam encerradas. Até às 11h40, os três prefeitos acusados na ação: Cláudia Oliveira, de Porto Seguro, o marido dela e prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, e Agnelo Santos, de Santa Cruz Cabrália, irmão de Cláudia, não tinham sido encontrados pela PF. Os três são acusados de desviar cerca de R$ 200 milhões em contratos em uma espécie de “ciranda da propina”, na qual as empresas de familiares se revezavam em ganhar as licitações para camuflar o esquema.

Comentários

comentários