São F. do Conde: Campanha de vacinação contra febre aftosa vai até o dia 30 de novembro

Foto: Divulgação

0

O secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca do município de São Francisco do Conde, Renato Costa Rosa, fez um alerta nesta segunda-feira (13), sobre a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa. Em entrevista ao programa Baiana Livre, o secretário informou que os bovinos e bubalinos de até dois anos de idade, deverão ser vacinados e cadastrados no banco de dados da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab). A campanha começou no dia 1º e se estenderá até o dia 30 de novembro. O produtor que não vacinar o rebanho no prazo indicado poderá ser atuado pelo órgão e pela vigilância sanitária.

De acordo com a gerente regional da Adab, Fabiana Paranaguá, o município possui 6.404 animais bovinos e bubalinos, sendo vacinados cerca de 5.955 cabeças. Ela destaca que os dados são satisfatórios, correspondendo a 94,27% da cobertura na região. A estimativa da segunda etapa é vacinar cerca de 2.000 cabeças até o final da campanha.

“Nós fazemos um trabalho de educação sanitária que desde o inicio do ano, onde estamos informando aos pequenos produtores sobre a importância de vacinar o rebanho. Atualmente, a Bahia vem sendo considerada como zona livre da febre aftosa nos últimos 20 anos, porém ainda existe a necessidade de realizar a imunização por conta da ameaça do vírus”, comentou Fabiana.

O médico veterinário Evandro Moraes explica sobre as causas e os sintomas da doença. Ele alerta que o vírus pode ser transmitido principalmente pelo contato entre os animais doentes e sadios, por intermédio do ar e da alimentação. Além disso, um rebanho com febre aftosa também pode gerar impactos diretos na economia brasileira.

“A febre aftosa é uma doença viral, criando bolhas na boca, casco, febre alta e dificuldade de alimentação. Hoje trabalhamos como zona livre de febre aftosa com vacinação, mas já existe um projeto do ministério da agricultura para que em breve, aproximadamente em cinco anos, o Brasil esteja livre da aftosa sem vacinação”, ressalta o médico.

Sobre a vacinação

Para vacinar o rebanho, o produtor deverá adquirir as doses de vacinas compatíveis com o rebanho em uma das casas revendedoras cadastradas na Adab. Lembrando que a aquisição deverá ser feita até o dia 30 de novembro (período da campanha).

Em seguida, o criador deverá efetuar a declaração em até 15 dias após vacinar o rebanho. A declaração pode ser efetuada pela internet através do site da Adab. Mais informações através do telefone (71) 3116-8400.

 

Comentários

comentários