Receita apreende R$ 1,7 bi em produtos contrabandeados entre janeiro e setembro

Com informações do BN

0

A Receita Federal já apreendeu R$ 1,7 bilhão em mercadorias e veículos contrabandeados ou fraudados. O valor diz respeito ao período entre janeiro e setembro deste ano e representa um novo recorde histórico para o período. De acordo com informações da área de comércio exterior da Secretaria da Receita Federal, o dado é 15% maior do que o total das apreensões registradas no mesmo período do ano passado – R$ 1,47 bilhão. As apreensões ocorreram nas aduanas, que são portos, aeroportos e unidades de fronteira terrestre.

O subsecretário-substituto de Aduana e Relações Internacionais, Luís Felipe de Barros Reche, explicou ao G1 que o resultado é fruto de uma mudança de estratégia do Fisco: a troca de informações, inteligência e ferramentas informatizadas. “Isso permite que a gente possa trabalhar com uma seleção melhor. Não é ficar passivamente esperando que o ilícito chegue”, acrescentou. Entre os produtos que mais são contrabandeados, cigarros lideram disparadamente: até setembro, foram apreendidos 160 milhões de maços, valendo R$ 777 milhões, dado 27,27% superior ao mesmo período do ano passado. Segundo a Receita, no primeiro semestre foram apreendidas mais de 14 toneladas de cocaína, quantitativo quase equivalente ao total apreendido ao longo de 2016.

Comentários

comentários