Votação de relatório que pede cassação de Luiz Argôlo deve ser adiada

0

A julgar pela temperatura no Conselho de Ética da Câmara, haverá novo adiamento da votação do relatório que pede a cassação do deputado federal Luiz Argôlo (SD) por quebra de decoro. Integrantes do conselho ouvidos pela coluna Satélite, do Correio, admitem que não há nem previsão de quorum nem disposição para analisar, na sessão de amanhã, o processo contra o parlamentar baiano. Argôlo é suspeito de envolvimento em negociatas com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal durante a Operação Leva Jato. Mesmo com o adiamento à vista, em especial pelo foco dos deputados no segundo turno, dez dos 21 membros do órgão consultados pela coluna avaliaram, sob condição de anonimato, que é forte a tendência de empurrar Argôlo para o cadafalso. Embora reconheçam que há movimento articulado no conselho para tentar emplacar punição menos dura.

Fonte: Bahia Notícias

Comentários

comentários