Maia bate boca com deputado que pediu para sessão ser mantida após notícia sobre áudio de Temer

    Com informações do BN/ Foto: Reprodução

    O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), discutiu com o colega da Casa Alessandro Molon (Rede-RJ) após encerrar a sessão minutos depois da divulgação da notícia, publicada pelo jornal o Globo, de que o empresário Joesly Batista, dono da JBS, gravou o presidente Michel Temer dando aval para “compra de silêncio” do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

    De acordo com o portal Estadão, Molon teria pedido à Maia para manter sessão aberta para que a oposição pudesse se manifestar contra o presidente Temer. Após o pedido, o presidente da Câmara teria discutido com o deputado.

    Maia afirmou que, após a divulgação da notícia, não havia “mais clima para trabalhar” e “só isso”. “Tem que ver primeiro o que é”, disse Maia ao ser questionado sobre o caso quando entrava no carro oficial após deixar a Câmara. Ele negou que estivesse indo ao Palácio do Planalto.

    Comentários

    comentários