Candeias: Cerca de dois mil casos de violência contra a mulher foram registrados no município

    Foto: Divulgação

    Cerca de cinco casos de violência contra a mulher foram registrados por dia no município de Candeias em 2017, na região metropolitana de Salvador, segundo o levantamento do Centro de Referência de Atendimento a Mulher (CRAM). De acordo com a presidente e feminista do CRAM, Glória Maria, maior parte dos casos são relacionados à violência doméstica. Uma média mensal de 150 casos por mês registrados no município no ano passado.  “Até dezembro do ano passado, contabilizamos 2.120 atendimentos de violência contra a mulher, além de outras três ocorrências de feminicídio que foram registradas no município. Esses atendimentos foram registrados somente no CRAM, mas se você for contabilizar com os dados da 20ª Delegacia, com as informações do DEAM, esses números superam as estimativas do CRAM.”, lamentou Glória.

    Glória explica ainda que apesar da luta no combate a violência contra a mulher, as estatísticas ainda são preocupantes. Ela ressalta que o órgão está trabalhando em conjunto com as polícias Civil e Militar no diagnóstico dos casos. “Tivemos também um número grande de casos de estupros, inclusive o mais recente foi de uma menor de 12 anos no bairro do Sarandi. A violência contra a mulher no município de Candeias ainda é uma questão emblemática, mas a administração está tomando medidas no combate à violência conta a mulher”, comentou.

    Em casos de violência doméstica contra a mulher, a denúncia pode ser feita em qualquer delegacia, ou entrar em contato com a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher em Candeias (DEAM) através do telefone (71) 3601-8785. A vítima também pode procurar o Centro de Referência de Atendimento a Mulher (CRAM) e buscar seus direitos.

     

    Comentários

    comentários