Casal usa filha de 3 anos como escudo durante perseguição policial

Com informações do G1/ Foto: Divulgação/Polícia Militar

Três homens e uma mulher foram presos em flagrante, e um adolescente apreendido, após uma perseguição policial em Irará. De acordo com a polícia, durante a ação, dois dos suspeitos utilizaram a própria filha, uma criança de três anos, como escudo na tentativa de fuga, que foi frustrada.

O grupo, segundo a polícia, usou um carro com restrição de roubo e placa clonada para roubar outro carro na cidade. Após serem presos, ainda foram achados com eles uma arma, nove aparelhos celulares, 1kg de maconha, uma balança eletrônica e dois sacos plásticos grandes contendo fardas de uma concessionária responsável por administrar uma rodovia na Bahia. Não há detalhes de como o grupo conseguiu os uniformes.

A Polícia Militar detalhou que chegou aos suspeitos após populares denunciarem ao Centro Integrado de Comunicação (Cicom) que indivíduos em um veículo roubaram um carro na cidade. Na ação, segundo as testemunhas, os suspeitos dispararam contra o dono do carro que foi roubado. A vítima foi socorrida para o Hospital de Irará, onde foi medicada e liberada.

Após o roubo do veículo, policiais da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/ Rondesp Leste iniciaram a perseguição ao grupo. Na ação, houve troca de tiros e foi nesse momento que a mulher e um dos homens, pais da criança que estava no carro, usaram a menina como “escudo humano”.

De acordo com a PM, a criança foi entregue aos cuidados da avó materna. Já os veículos foram apresentados na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos da região e os suspeitos, juntamente com todo material apreendido, foram apresentados na Central de Flagrantes da cidade.

Comentários

comentários