Hospital Metropolitano irá atender 13 municípios

Com informações do A Tarde ( Foto: Reprodução)

0

A Bahia vai ganhar mais um hospital para atender à população que vive fora da capital. Depois da Chapada Dimantina, que abriga, desde sexta-feira, a primeira unidade de saúde de alta complexidade, agora será a vez da Região Metropolitana de Salvador.

O início da construção do Hospital Metropolitano, que atenderá os 13 municípios da RMS, será autorizado nesta segunda-feira, 4, às 9h, com a assinatura da ordem de serviço. Com investimento da ordem de R$ 120 milhões e capacidade para 265 leitos, o hospital ficará localizado no bairro de Areia Branca.

Na solenidade, que vai ser realizada no local da futura unidade, também serão autorizadas as obras de pavimentação asfáltica de 2,6 quilômetros da rua Djanira Maria Bastos, via de acesso ao novo hospital.

Serão entregues também 134 certificados para empreendedoras individuais qualificados do Programa Vida Melhor, além de equipamentos individuais para beneficiários do programa, sendo 59 máquinas de costura, 15 fogões industriais e 10 tabuleiros de acarajé.

Para a comunidade do bairro de Biribeira, em Dias D´Ávila, o governo disponibilizará equipamentos para a implantação de cozinha industrial comunitária.

Novas unidades

Com inauguração do Hospital Regional da Chapada, em Seabra, na sexta-feira passada, o Estado terá entregue três novas unidades de saúde, em apenas 15 dias, que vão atender a moradores de diferentes regiões do estado.

Até o momento, já foram inauguradas as policlínicas regionais do extremo sul, em Teixeira de Freitas, e do Alto Sertão, em Guanambi.

Até o final do ano, entrarão em funcionamento as policlínicas de Irecê e de Jequié, e ainda o Hospital da Costa do Cacau, em Ilhéus.

O Hospital da Chapada vai contar com uma equipe formada por 349 profissionais, entre eles, 80 médicos, 34 enfermeiros e 98 técnicos de enfermagem. Com o novo equipamento, a população da região que precisa de serviços como internamento em UTI não mais terá a necessidade de se deslocar para outros municípios.

Comentários

comentários