Operação Mercador de Fumaça: PF prende advogado que vendia influência no STJ e STF

Com informações do BN (Foto: Reprodução)

0

A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira (10) um advogado de Brasília suspeito de, em troca de dinheiro, prometer influenciar decisões no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Superior Tribunal Federal (STF). Foram expedidos ainda dois mandados de busca e apreensão. De acordo com a PF, o advogado, cujo nome não foi divulgado, teria cobrado R$ 2 milhões de um prefeito afastado do cargo.

Parte do valor seria utilizado para pagamento de assessores de ministros de tribunais superiores, para viabilizar uma decisão favorável a um “rápido retorno” do político ao cargo. Não há “qualquer indício” de que membros do STJ ou STF façam parte do esquema, informou a PF. Denominada Mercador de Fumaça, a operação foi deflagrada a partir de notícia-crime do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O advogado será indiciado pelo crime de exploração de prestígio, que prevê pena de reclusão de 1 a 5 anos, podendo ser aumentada em um terço. Ele já é réu em uma ação penal por crime semelhante, acusado de “vender” ministros do Tribunal Superior Eleitoral.

Comentários

comentários