Tasso defende que PSDB recorra de decisão sobre chapa Dilma-Temer

Com informações do G1 Bahia ( Foto: Divulgação)

0

Logo após anunciar que o PSDB permanecerá no governo do presidente Michel Temer, o presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (CE), defendeu nesta segunda-feira (12) que a legenda recorra da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de rejeitar a cassação da chapa Dilma-Temer.

Na semana passada, por 4 votos a 3, a Corte rejeitou a ação movida pelo PSDB na qual o partido pedia para a chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer em 2014 ser cassada por abuso de poder político e econômico. O PSDB também queria que Aécio Neves (MG) e Aloysio Nunes (SP) fossem empossados presidente e vice-presidente da República, respectivamente.

“Em relação a recorrer, ainda não foi publicado [o acórdão]. Acabei de consultar os nossos advogados, ainda não foi publicado. A minha opinião é de recorrer, mas nós só faremos isso depois de ter a publicação, para tomarmos a decisão junto à Executiva”, disse Tasso Jereissati nesta segunda.

“Recorrer porque nós entramos com a ação, achamos que houve corrupção e uso indevido de dinheiro público nas eleições de 2014, não temos a menor dúvida sobre isso. E nós não temos porque ficarmos calados se temos ainda o recurso para provar nossa convicção”, completou.

Mais cedo, nesta segunda, o partido Rede Sustentabilidade pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para anular o julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE e determinar a realização de um novo julgamento, levando em conta as informações prestadas por ex-executivos da Odebrecht.

Comentários

comentários