Globo é vetada de cobrir final da Libertadores após exibição “pirata” de entrevista

A três dias para a final da Libertadores entre Palmeiras e Flamengo, que acontece no próximo sábado (27), a Conmebol vetou a entrada de qualquer profissional da Globo no estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai), para a cobertura do jogo. Segundo o Notícias da TV, a punição é em razão de uma exibição “pirata” de uma coletiva de imprensa do técnico Abel Ferreira, do clube paulista, nas semifinais da competição.

De acordo com a publicação, a Conmebol proíbe a exibição de entrevistas coletivas ao vivo de seus torneios por empresas que não são donas dos direitos de transmissão dos jogos em qualquer mídia. Isso significa que só o SBT, a Disney e a própria Conmebol poderiam mostrar as imagens em tempo real.

Vale lembrar que a exibição aconteceu após a classificação do Verdão para a final em empate de um a um contra o Atlético-MG, em 28 de setembro, no programa Troca de Passes, do SporTV. Com isso, a emissora não teve nenhuma credencial aprovada para a final da Libertadores nem para o confronto entre Athletico-PR x Red Bull Bragantino, pela Copa Sul-Americana, no último fim de semana.

Contudo, a emissora ainda tenta conseguir colocar produtores ou repórteres dentro do estádio através de convites e ingressos de público geral. Alguns nomes, inclusive, já estão no Uruguai.

Procurada oficialmente, a Globo não comentou o caso até a conclusão deste texto. A Conmebol também não se pronunciou.

Palmeiras x Flamengo jogam no sábado, às 17h (horário de Brasília). SBT e Fox Sports exibem o jogo com exclusividade em TV aberta e paga, respectivamente, para todo o Brasil.

Comentários

comentários