Sem regulamentação, financeiras já fazem pré-cadastro de empréstimo consignado para Auxílio Brasil

A aplicação do empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil ainda não foi regulamentada pelo governo federal, porém, bancos e instituições financeiras já se antecipam e fazem pré-cadastros para quem recebe o valor. A taxa de juros chega até 79,17% ao ano.

A possibilidade foi liberada pelo atual presidente, que editou em março a Medida Provisória 1.106/2022, aprovada em julho no Senado. O texto também permite a concessão de consignado a quem recebe os R$ 1.212 do Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas). A MP também limita o crédito a 40% dos atuais R$ 400 do Auxílio Brasil e 45% para quem recebe o BPC/Loas.

De acordo com o Ministério da Cidadania, a previsão é que a regulamentação seja sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira (3). Antes da liberação da medida, no entanto, correspondentes bancários, que fazem a intermediação da concessão de consignados para diferentes bancos e instituições financeiras, já recolhem dados pessoais como o CPF e o código familiar do Auxílio Brasil e pré-cadastram beneficiários.

 

 

 

Bnews

Comentários

comentários