Prefeitura economizou mais de R$ 1 mi com cortes em salários e gratificações, mas não renova ato

Em abril, quando Neto anunciou o corte do seu vencimento por três meses, ele disse em discurso: “Nós temos que dar o exemplo nesse momento”

Foto:Divulgação

A prefeitura de Salvador economizou mais de R$ 1 milhão com cortes de 30% dos salários do prefeito ACM Neto e do vice Bruno Reis, além dos descontos nas gratificações dos comissionado por causa do contingenciamento para medidas contra o coronavírus. A medida durou três meses, mas não foi renovada, mesmo com a continuação da pandemia na capital baiana e seu agravamento.

A informação foi confirmada pelo secretário municipal de Gestão, Thiago Dantas, em entrevista hoje (28) à Rádio Metrópole. “O prefeito determinou uma varredura completa. Todos os contratos foram objetos de reavaliação”, disse. Segundo Dantas, até agora a capital baiana economizou R$ 85 milhões com esforços de redução de despesas contratuais.

Em abril, quando Neto anunciou o corte do seu vencimento por três meses, ele disse em discurso: “Nós temos que dar o exemplo nesse momento”.

 

Fonte:Metro1

Comentários

comentários