Tyson revela que fumou maconha antes de luta: “me entorpece”

Foto:Reprodução

Após lutar contra Roy Jones Jr., que terminou em empate simbólico na noite deste sábado (28), Mike Tyson afirmou em entrevista coletiva que é usuário assíduo de maconha e fumou antes de entrar no ringue. O pugilista gastou toda a sua fortuna de US$ 400 milhões, mas se recuperou investindo em uma empresa de maconha.

“Escute, não consigo parar de fumar. Fumei durante as brigas. Só preciso fumar, desculpe. Sou fumante, fumo todos os dias. Nunca parei de fumar. É apenas quem eu sou. Não tem nenhum efeito sobre mim de um ponto de vista negativo. É apenas o que eu faço, como sou e como vou morrer. Não há explicação. Não há começo, não há fim”, afirmou Tyson.

Segundo o GE, a maconha não estava na lista de substâncias proibidas Associação Antidopagem Voluntária, que testou os lutadores quanto a drogas que melhoram o desempenho antes do combate. Tyson foi questionado pela imprensa se via algum benefício em seu rendimento por causa da maconha e respondeu: “Não, apenas me entorpece, não diminui a dor”.

O pugilista contou que tem amadurecido nos últimos anos e que, há pelo dois, não usa cocaína. “Não estou aqui por causa do meu ego. Meu ego está pegando o dinheiro, comprando alguns aviões, algumas casas bonitas com um monte de garotas e tendo algumas orgias e outras coisas. Este não é quem sou agora. Aquele cara era apenas alguém que tinha que ser, eventualmente ele foi uma plataforma para se tornar eu”, acrescentou.
Fonte:BNews

Comentários

comentários