Vereadores cobram posição do governador após assassinato de tenente da PM

O vereadores Claudio Tinoco (DEM) e Sandro Bahiense (Patriota) cobraram providência no combate à violência na Bahia após o assassinato do tenente da Polícia Militar, Mateus Grec. O oficial foi assassinado no domingo (12), enquanto atuava em uma operação da Rondesp no bairro de Cosme de Farias. “Não podemos baixar a cabeça e fechar os olhos para aquilo que está acontecendo nas ruas de Salvador e ruas da Bahia”, disse Tinoco, durante sessão realizada na tarde desta segunda-feira (13) na Câmara Municipal de Salvador.

“Não podemos admitir que a fala do governador, atribuindo responsabilidade e culpas a terceiros passe a ser transmitida à sociedade como a única verdade. Não é a única verdade. A Polícia Militar precisa de instrumentos necessários para continuar combatendo o crime”, disse o edil democrata. Nesta segunda, como noticiou este Política Livre, o governador Rui Costa (PT) atribuiu a culpa pela violência à política de armas do governo Bolsonaro.

O vereador Sandro Bahiense disse que “nesse momento, o estado está de luto. Não pode acontecer isso em nossa amada Bahia”. Bahiense ressaltou que traz no sangue o amor pela Polícia Militar. Já Tinoco lembrou que, em recente postagem nas redes sociais, o tenente Mateus Grec manifestou sua preocupação com a necessidade de valorização da atividade os policiais militares.

O democrata pediu a intervenção do governador, à maneira como foi feita a com a troca de comando da Polícia Militar na Barra, onde vem ocorrendo troca de tiros e também foi registrado um assassinato. “É preciso dar uma resposta à sociedade baiana em relação ao crescimento da violência que está afetando a cada um de nós”, declarou o democrata.

 

 

Política Livre

Comentários

comentários