Menina que morreu após cair do 12° andar pediu socorro antes do acidente

A menina Rafaella Lozzardo Silva, de 6 anos, que morreu na madrugada de sábado (11) após cair do 12º andar do prédio, foi até à sacada do apartamento gritar socorro após ser deixada sozinha no ímovel pelo o seu pai, um comerciante de 39 anos, que não teve a identidade revelada pela polícia. O caso aconteceu na cidade de Praia Grande, no interior de São Paulo.

De acordo com informações do G1, uma vizinha acordou com os gritos da criança e avistou a pequena pedindo socorro e afirmando que estava como medo de estar sozinha em casa. A mulher tentou acalmar Rafaella dizendo que iria interfonar para a portaria, mas no momento que retornou, a garota já havia caído no piso superior do estacionamento do prédio.

Um porteiro disse, em entrevista ao UOL, que também escutou os gritos desesperados da criança e, logo em seguida, um barulho similar à explosão, o que pode ter sido o som do impacto do corpo de Rafaella com o solo.

De acordo com a polícia, o pai da menina saiu de casa para levar a namorada na residência dela, de carro. O acidente teria acontecido no intervalo de 30 minutos após a saída dele, por volta das 3h40.

O pai ficou sabendo da queda quando chegou em frente à residência e viu viaturas da polícia e uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Ele foi levado para uma audiência de custódia e solto logo em seguida.

Chegando na delegacia, no momento em que foi dada voz de prisão em flagrante delito, ele foi cientificado da morte da filha. Ficou bastante transtornado com a notícia”, disse ao G1, o delegado Alexandre Comin, que está à frente do caso.

 

 

 

 

Bnews

Comentários

comentários