Deputado de oposição na AL-BA pode migrar para grupo de Rui Costa

O deputado estadual Josafá Marinho (Patriota), integrante do grupo de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), pode migrar para a base do governador Rui Costa (PT).

Em entrevista ao programa Direto, da TV AL-BA, Josafá Marinho diz ter um bom diálogo com a oposição e a situação, mas, como deputado de oposição, adiantou que até o mês de março o partido decidirá qual linha ideológica irá seguir e tomar como base nesse momento. “O partido não continua com o presidente (Bolsonaro)”, afirmou.

POLÍTICA

Deputado de oposição na AL-BA pode migrar para grupo de Rui Costa

Divulgação

Deputado de oposição admitiu aproximação do partido com o governo

Publicado em 13/01/2022, às 06h23    Divulgação    Redação

O deputado estadual Josafá Marinho (Patriota), integrante do grupo de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), pode migrar para a base do governador Rui Costa (PT).

Em entrevista ao programa Direto, da TV AL-BA, Josafá Marinho diz ter um bom diálogo com a oposição e a situação, mas, como deputado de oposição, adiantou que até o mês de março o partido decidirá qual linha ideológica irá seguir e tomar como base nesse momento. “O partido não continua com o presidente (Bolsonaro)”, afirmou.

Leia também:Líder do governo Rui Costa se posiciona após deputada abandonar base; veja

Deputado do PP anuncia rompimento com Rui Costa, mas decide permanecer no partido

O parlamentar disse que o presidente de seu partido tem conversado com os três candidatos. “Eles vão ter que discutir isso o mais rápido possível para que o partido tenha uma linhaideológica”,acrescentou.

No âmbito estadual, Josafá declarou aproximação do partido com o governo Rui Costa, já que seu presidente é secretário da prefeita Moema Gramacho, em Lauro de Freitas. Apesar do bom diálogo com o governo, Marinho faz críticas aos mecanismos de aprovação em massa de projetos de origem do Executivo estadual e diz não enxergar com bons olhos a situação. “Limita a atuação do parlamentar, limita a atuação de quem tem a competência para fazer isso”, afirmou.

Comentários

comentários